Arquivo de Igreja

Livro tentar dar uma visão católica da Maçonaria

Posted in Sem classificação específica, Textos genéricos! with tags , , , on 07/02/2010 by J.D.

Achei no site: São Pio V (dos fiéis católicos de Curitiba) um link para download  de um livro sobre a maçonaria voltado para os católicos.

O livro foi escrito pelo Dr. Boaventura Kloppenburg em 1956, publicado pela editora Vozes (editora com várias publicações católica). É interessante ver o pensamento “da época”, tem várias informações sobre a maçonaria, porém sempre sob uma ótica de a igreja católica condena tudo. Se a Vozes publicou uma obra dessas deveria publicar outra que dê a devida resposta contexto as distorções.

Seguem os links:

O site: http://www.saopiov.org/2009/06/maconaria-no-brasil.html

Link direto para download: http://rapidshare.com/files/243166938/A_Maconaria_no_Brasil.pdf

Boa leitura

TFA

Doação de cobertores

Posted in Loja Othelo Palma, Textos genéricos! with tags , , , , on 13/09/2009 by J.D.

O Governo do Estado de Mato Grosso fez uma doação de cobertores a diversas entidades sociais, entre elas a Maçonaria. A Grande Loja recebeu e repassou para as lojas, entre elas a Othelo Palma recebeu uma cota de cobertores, vários irmãos solicitaram, pedi cobertores para a Igreja Presbiteriana da Morada da Serra, esta igreja mantém um programa com uma outra instituição para recuperar jovens drogados, os cobertores foram encaminhados para essa instituição.

As doações doram realizadas no início de agosto/09.

Agradeço a loja Othelo Palma pela oportunidade em levar esses cobertores aos mais necessitados.

TFA a todos os irm.’. da Othelo Palma.

O que é “liturgia”?

Posted in Introdução with tags , , , , on 23/03/2009 by J.D.

Liturgia
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A palavra liturgia (do grego λειτουργία, “serviço” ou “trabalho público”) compreende uma celebração religiosa pré-definida, de acordo com as tradições de uma religião em particular; pode incluir ou referir-se a um ritual formal e elaborado (como a Missa Católica) ou uma atividade diária como as salats muçulmanas[1]

A liturgia é considerada por várias denominações cristãs, nomeadamente o Catolicismo, a Igreja Ortodoxa e alguns ramos (Igrejas Altas) do Anglicanismo e do Luteranismo, como um ofício ou serviço indispensável e obrigatório. Isto porque estas Igrejas cristãs prestam essencialmente o seu culto de adoração a Deus (a latria) através da liturgia. Para elas, a liturgia tornou-se, em suma, no seu culto oficial e público.
Índice

Etimologia e sentido primitivo da palavra

O vocábulo “Liturgia”, em grego, formado pelas raízes leit- (de “laós”, povo) e -urgía (trabalho, ofício) significa serviço ou trabalho público. Por extensão de sentido, passou a significar também, no mundo grego, o ofício religioso, na medida em que a religião no mundo antigo tinha um carácter eminentemente público. Na chamada Bíblia dos Setenta (LXX), tradução grega das escrituras, o vocábulo “liturgia” é utilizado para designar somente os ofícios religiosos realizados pelos sacerdotes levíticos no Templo de Jerusalém. No princípio, a palavra não era utilizada para designar as celebrações dos cristãos, que entendiam que Cristo inaugurara um tempo inteiramente distinto do culto do templo. Mais tarde, o vocábulo foi adoptado, com um sentido cristão.

Significado da liturgia

Para os cristãos, Liturgia, é, pois, a atualização da entrega de Cristo para nossa salvação. Cristo entregou-se duma vez por todas, na Cruz. O que a liturgia faz é o memorial de Cristo e da nossa salvação, ou seja, torna presente, através da celebração, o acontecimento definitivo do Mistério Pascal. Através da celebração litúrgica, o crente é inserido nas realidades da sua salvação.

Liturgia é antes de tudo “serviço do povo”, essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é uma representação simbólica (que não se trata de uma encenação uma vez que o mistério é contemplado em “espírito e verdade”) da vida cotidiana do crente em comunhão com sua comunidade.

A Liturgia tem raízes absolutamente cristológicas. Cristo rompe com o ritualismo e torna a liturgia um “culto agradável a Deus”, conforme preceitua o apóstolo Paulo em Romanos 12:1-2.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Liturgia