Arquivo para Rio de Janeiro

Como ajudar as vitimas das chuvas no Rio

Posted in Sem classificação específica, Textos genéricos! with tags , , , , on 14/01/2011 by J.D.

Veja como realizar doações para ajudar as vítimas da maior tragédia climática da história do país.

Cruz Vermelha – Praça da Cruz Vermelha, 10 – Centro do Rio.
Estão sendo arrecadados: água mineral, alimentos de pronto consumo (massas e sopas desidratadas, biscoitos, cereais), leite em pó, colchões, roupa de cama e banho e cobertores.

Prefeitura de Petrópolis – Igreja Wesleyana; Igreja de Santa Luzia; Sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania.

Os três postos arrecadam doações de água, colchões e materiais de limpeza e higiene pessoal.

Prefeitura de Teresópolis – Ginásio Pedrão – Rua Tenente Luiz Meirelles, 211 – Várzea.
Estão sendo arrecadados: alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal.

Uma conta corrente também recebe doações para ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Nome da conta: “SOS Teresópolis – donativos”.
Agência: 0741 (Banco do Brasil) – Conta: 110000-9.

Rodovia BR-040 – Concer – Praças de pedágio da BR-040 situadas em Duque de Caxias (km 104), Areal (km 45) e Simão Pereira (km 816), além da sede da empresa (km 110/JF, em Caxias).

A Concer pede que sejam doados, preferencialmente, água mineral, produtos de higiene pessoal e de limpeza, roupas de cama, mesa e banho, além de colchonetes. Nas praças de pedágio, as doações podem ser entregues nos postos do serviço de informação ao usuário da rodovia, que funcionam de segunda a segunda, 24 horas por dia.

Hemorio – Rua Frei Caneca, 8 – Centro do Rio – Das 7h às 18h.
O Hemorio pede que as pessoas doem sangue para as vítimas das chuvas. Os estoques estão quase zerados. Friburgo e Teresópolis solicitaram 300 bolsas, mas o Hemorio não tem como atender.

Pode doar sangue quem tiver entre 18 e 65 anos, mais de 50 quilos e estiver bem de saúde. Basta levar um documento oficial de identidade com foto.

Informações e agendamento pelo disque sangue 0800-282-0708.

Supermercados – Grupo Pão de Açúcar
Postos de coleta foram montados pela empresa em todas as suas 100 lojas das redes Pão de Açúcar, ABC Comprebem, Sendas, Extra e Assaí, em todo o estado Rio de Janeiro para que os clientes possam cooperar com doações de alimentos não perecíveis, roupas e cobertores. A ação acontece até o dia 26 de janeiro.

Polícia Rodoviária Federal – Ver postos abaixo.
Maior necessidade é por água, leite em pó, materiais de higiene e limpeza e colchões.

Postos da PRF que receberão doações:

BR-116: KM 133 (Doações 24 horas)
BR-101: KM 269 (Doações 24 horas)
BR-040: KM 109 (Doações das 8h às 17h)
BR-116: KM 227 (Doações das 8h às 17h)

Rodoviária Novo Rio – Avenida Francisco Bicalho, 1 – Santo Cristo.
A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos são recebidos no embarque inferior, das 9 às 17 horas.

Polícia Militar – Todos os batalhões da Polícia Militar do estado serão centros de recepção de doações.

Comandantes dos batalhões recomendam que sejam doados água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.

 

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/01/veja-como-ajudar-vitimas-das-chuvas-na-regiao-serrana-do-rio.html

Anúncios

Momento de reflexão

Posted in Textos genéricos! with tags , on 28/11/2010 by J.D.

O que a maçonaria esta fazendo para ajudar no processo de paz no Rio de Janeiro?

Notícias de uma Guerra Particular

Posted in Textos genéricos! with tags , on 26/11/2010 by J.D.

Breve relato sobre o documentário sobre na Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Not%C3%ADcias_de_uma_Guerra_Particular

 

Parte1:

Parte2:

Parte3:

Parte4:

Parte5:

Parte6:

Guerra civil

Posted in Textos genéricos! with tags , , on 26/11/2010 by J.D.

Não é de hoje que existe guerra civil no Rio, essa cada de Veja é de 1981 !!

Recomendamos a leitura: http://blogdainseguranca.blogspot.com/

Fotos da guerra (cuidado ao abrir este link): http://blogdosargentotavares.blogspot.com/2009/10/rio-de-janeiro-vive-clima-de-guerra.html

M113 nas favelas do Rio, é um estado de Guerra Civil

Posted in Textos genéricos! with tags , , , on 25/11/2010 by J.D.

Notícia de hoje comentando os blindados usados pelo BOPE e pela Marinha:

http://www.portalaz.com.br/noticia/policia/199000_blindados_da_marinha_entram_na_vila_cruzeiro_ha_registro_de_tiroteio.html

Veículo Blindado Transporte Pessoal (FMC-United Defense / BAE Systems)

Fabricante: FMC-United Defense / BAE Systems – Estados Unidos da América
Tripulação: 2+8
Comprimento: 4.86 – Largura: 2.69M – Altura: 1.85M
Peso vazio: 10595Kg. – Peso preparado para combate: 12809Kg.
Motor/potência/capacidades
Sistema de tracção:Lagartas
Motor: Detroit Diesel 6V53T 5,2L Potência: 275 cv
Velocidade máxima: : 64 Km/h – Velocidade em terreno irregular: 35 Km/h
Tanque de combustível: 360 Litros    Autonomia máxima: 483Km
60º

40º

Anfíbio

1.68M

0.61M

Blindagem        Mobilidade    5
Sis. combate     2    Com/electr.    6
Potência de fogo contra:
Blindados     3    Construções    7
Pessoal    3    Aeronaves    7

Armamento básico
– 1 x 12.7mm Browning M2 (Calibre: 12.7mm – Alcance estimado de 1.5Km a 2.4Km)
Sistema de radar auxiliar:

O M-113 A3, é a mais recente «encarnação» do veículo blindado M-113, o mais conhecido e o mais produzido veículo blindado dos países da NATO e dos seus aliados.

Muitas sub-versões deste veículo foram já produzidas, desde porta-morteiro até veículo de combate equipado com canhão de 30mm.
O M-113 A3, é a última versão do modelo base, sem armamento adicional, torres ou outro tipo de acessórios e armas.

O M-113 A3 está equipado apenas com uma metralhadora pesada Calibre 12,7mm (.50), e a principal alteração exterior relativamente ao M-113 standard, é a inclusõa de tanques acidionais de combustírvl n parte traseira do veículo, que justificam as protuberâncias que caracterizam o veículo.

A principal diferença relativamente ao modelo M113 e M113-A2, é o novo motor turbocomprimido de 275 cavalos, igual ao do veículo 8×8 STRYKER em substituição do motor de 212 cavalos anterior [1]

Está incluida uma nova transmissão, a modernização dos filtros do motor, permitindo a operação em zonas deserticas e em situações como tempestades de areia, e ainda a inclusão de dois reforços internos na estrutura traseira do veículo.

Estes reforços têm como principal objectivo, servir de apoio e suporte para a inclusão de blindagem adicional, no caso de tal ser julgado conveniente.

Embora modernizado, o M-113 A3 não é um veículo apropriado para entrar em qualquer tipo de combates, porque o seu problema mais conhecido (a fraca blindagem em alumínio) não pode ser resolvido.

O M-113 A3, é utilizado como plataforma de armas, entre as quais a mais conhecida é a de suporte para morteiros e existe também em versão de comando.
[1] Um motor de 350 cavalos está em estudo, com capacidade para fazer o veículo atingir 67Km hora, mesmo aumentando o seu peso para próximo das 18 toneladas.

Informação genérica:
Familia de veículos blindados de transporte de pessoal de origem americana, com várias versões, desde transporte até veículos de combate de infantaria.

O M-113 é uma espécie de carrinha blindada com lagartas (muitas vezes referida como Taxi de combate), que tem por objectivo proteger a infantaria que deve seguir junto com os carros de combate. Adicionalmente, foram crescendo as versões, existindo versões que em substituição da peça de 12.7mm têm peças desde 20mm até 105mm.

Presentemente o M-113 não é um veículo suficientemente capaz para resistir ao “calor da batalha” num teatro de guerra moderno. A sua principal deficiência é a pouca protecção balistica, que decorre da fraca blindagem, mas também da existência de laterais direitas, que facilitam a perfuração por projecteis hoje em dia muito comuns, como as Granada-foguete RPG.
Muitos exércitos modernizaram os seus M-113 acrescentando-lhes blindagem adicional, de forma a reduzir este problema.

Este tipo de veículo, está no entanto a ser preterido pelo conceito do VCI (Veículo de combate de infantaria), que tem menor capacidade de transporte mas ao mesmo tempo dispõe de uma canhão de tiro rápido, de 20 ou 30mm instalado no topo.

Existem alguns exércitos que adaptaram o M-113 a esta nova realidade, adicionando-lhe este tipo de canhão e utilizando-o como VCI.

Uma derivação do M-113 que teve uma utilização e classificação distinta foi o AIFV, uma versão melhorada, com melhor blindagem e armada com um canhão, para permitir o apoio à infantaria embarcada.

M-548
Baseado do M-113, foi desenvolvido o M-548, que é basicamente um chassis sobre lagartas sobre o qual podem ser aplicados vários sistemas.

Fonte: http://www.portalaz.com.br/noticia/policia/199000_blindados_da_marinha_entram_na_vila_cruzeiro_ha_registro_de_tiroteio.html

————————-

Type     Armored personnel carrier
Place of origin      United States
Service history
In service     1960–present
Used by     See Operators
Wars     Vietnam War, Yom Kippur War (Israel), Lebanese Civil War, Operation Just Cause (Panama), Iran-Iraq war (Iran), Operation Desert Storm (Iraq), Kosovo War, Operation Enduring Freedom (Afghanistan), Operation Iraqi Freedom (Iraq)
Production history
Number built     ~80,000 (all variants)[1]
Variants     Numerous, see text
Specifications
Weight     12.3 tonnes (13.6 ST; 12.1 LT)
Length     4.863 metres (15 ft 11.5 in)
Width     2.686 metres (8 ft 9.7 in)
Height     2.5 metres (8 ft 2 in)
Crew     2
Passengers     11 passengers
Armor     aluminum 12–38 millimetres (0.47–1.5 in)
Primary
armament     M2 Browning machine gun
Secondary
armament     varies (see text)
Engine     Detroit Diesel 6V53T, 6-cylinder diesel engine
275 hp (205 kW)
Power/weight     22.36 hp/tonne
Suspension     torsion bar, 5 road wheels
Operational
range     ~480 km (~300 miles)
Speed     67.6 km/h (42.0 mph), 5.8 km/h (3.6 mph) swimming

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/M113_armored_personnel_carrier

———————————————————————————————-

O projeto desse veículo não é novo, eles já existiam na guerra do Vietnã:

A polícia americana tem um “caveirão” feito com esses veículos: